Qual a história da concessionária Ford?

A história da concessionária Ford celebra o espírito empreendedor, a inovação tecnológica e o poder de uma grande ideia. Conheça a história da empresa e entenda como ela afetou a indústria automotiva na era moderna:

Quando Henry Ford, o fundador da Ford Motor Company, construiu seu primeiro veículo em uma oficina atrás de sua casa em 1896, ele não o chamou de carro. Ele chamou o dispositivo de quadriciclo – um veículo equipado com quatro rodas de bicicleta e um motor de quatro cavalos para se locomover.

O motorista do quadriciclo navegava com um leme, em vez de usar um volante para guiar seu caminho. Os compradores nas primeiras concessionárias da Ford podiam escolher entre duas marchas à frente, já que não havia marcha à ré.

O início da história da concessionária Ford

A história da concessionária Ford se inicia em uma empresa pequena e muito distante da escala de produção atual. As primeiras oficinas da Ford construíram apenas alguns carros por dia, com pequenas equipes de trabalhadores montando cada veículo manualmente a partir de peças construídas por outras empresas.

Seus sucessos iniciais estabeleceram o caminho para a Ford se tornar o negócio respeitado e icônico que é hoje.

O constante aumento na demanda e na produção fez com que as primeiras concessionárias da Ford tivessem que ser criativas para continuar atendendo às necessidades dos clientes à medida que os tempos mudavam.

Em resposta, foram desenvolvidos alguns dos primeiros métodos de produção em massa, como fábricas maiores, peças padrão intercambiáveis ​​e a primeira linha de montagem móvel integrada a produzir carros em 1913.

A linha de montagem transformou o processo da Ford: Antes demorava cerca de 12,5 horas para montar um carro da Ford, e os trabalhadores agora podiam fazê-lo em uma hora e meia.

O período da guerra

As concessionárias da Ford viram muitas mudanças na década de 1930, que permitiram iniciar a expansão de suas ofertas. Com o início da década de 1940, a empresa começou a direcionar mais recursos para a produção de jipes para as forças armadas dos EUA. Na verdade, o nome “Jeep” vem da designação abreviada em inglês dos veículos: GP, abreviação de “General Purpose” ou “propósito geral”.

Quando a Segunda Guerra Mundial começou, em 1942, a Ford parou temporariamente de produzir carros para civis. Em vez disso, a empresa concentrou a atenção e os recursos em veículos, aeronaves ou motores de aviões, tanques e outros produtos valiosos para os esforços de guerra.

Essa flexibilidade para continuar tentando novas linhas de produtos impediu que sua imagem ficasse estagnada. Sem mencionar que a disposição da Ford de colocar os negócios comerciais em espera para apoiar o esforço de guerra enraizou a marca na mente dos consumidores como uma pedra angular americana.

 Atualmente

Esses pedaços de biografia da concessionária Ford não são apenas interessantes informações históricas eles moldaram estrutura pela qual os clientes veem as concessionárias da Ford atualmente.

A Ford é um nome que está ligado à inovação na produção e eficiência, bem como um foco em acompanhar as últimas novidades em tecnologia e segurança.

As concessionárias da Ford estão no centro de uma empresa com história na qual os clientes confiam, com carros que estão incorporados em nossos cotidianos, especialmente para os americanos. Sua trajetória se mistura com a história e os momentos vividos pelo próprio país.

Não é de surpreender que o moderno negócio de concessionárias da Ford tenha mudado a indústria e seu futuro de maneira tão profunda. Cinco gerações da família escolheram o trabalho na companhia como seu plano de carreira e ela se mantém firme e próspera até os dias de hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *